Seminário debate Comunicação Empresarial e Sustentabilidade

Comunicação Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável será tema de seminário inserido na programação da 7ª edição da Ecolatina ­ Conferência Latino-Americana sobre Meio Ambiente e Responsabilidade Social, que acontecerá no dia 17 de outubro/2007. O evento apresentará depoimentos de jornalistas, mostrará experiências de empresas de comunicação, propiciando um debate com os profissionais desta área e de marketing.

Entre os sub-temas que serão debatidos durante o encontro, constam na pauta: Comunicação e Sustentabilidade, Responsabilidade Socioambiental na Mídia ­ Pauta e Gestão, a Importância do Diálogo com os Stakeholders e udanças Climáticas: Caminhos e Soluções ­ Empresas e Consumidores”.

Uma das convidadas para o seminário, que acontece no Minascentro, em Belo Horizonte, é Kiki Moretti, diretora da In Press Porter Novelli, uma das maiores agências de comunicação do país. Sobre a questão da Comunicação Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável, ela fala por experiência própria: “Grandes agências como a In ress convivem com diferentes realidades. Alguns de nossos clientes têm a questão do meio ambiente como cerne do negócio e o trabalho de divulgação da empresa e seus produtos está integrado à sustentabilidade, unindo aspectos sociais, meio ambiente e economia. Não existe uma ação diferenciada para divulgar ações de desenvolvimento sustentável, pois o tema está presente na rotina do trabalho da empresa e no seu negócio, impactando desta forma a comunicação”.

Todavia, Moretti reconhece que há também clientes que desejam realizar comunicação sobre sustentabilidade, mas ainda não utilizam este conceito como parte do negócio. Neste sentido, ela explica que o trabalho de sua agência tem ido “educá-los” sobre a necessidade de que, antes de qualquer divulgação, é preciso estabelecer um plano de desenvolvimento sustentável que esteja em linha com a missão e os objetivos da empresa.

Por outro lado, ela explica que outras empresas sabem que o tema sustentabilidade é tão importante, que precisam mostrar ao mercado ­ acionistas, clientes, fornecedores, parceiros, funcionários e a comunidade ­ o que já realizam este sentido. “Muitas vezes, no entanto, falta reunir sob um único guarda-chuva o que vem sendo feito por diferentes áreas. Algumas são multinacionais que trabalham com conceito único”. Moretti citou a Holcim, do setor de cimentos, como exemplo. “A empresa promove a construção sustentável através da Fundação Holcim e terá um painel na EcoLatina sobre este tema.”

Mas, como oferecer bem para a mídia informações com este novo conceito? A diretora da In Press dá a dica: “A informação não pode se resumir a ações isoladas. É preciso contextualizar, mostrar os resultados e benefícios efetivos que se espera ou obtidos e realizar a ligação com os objetivos da empresa, mostrando que não é apenas um modismo, mas uma mudança na forma de pensar e agir em relação ao meio ambiente e à sociedade”. Moretti crescentou que pelo que tem vivenciado no contato com a imprensa, este tipo de oferta deve ser regular e, mesmo que não gere resultados imediatos, ou seja, a publicação de uma matéria, o procedimento deve ser continuamente realizado, mostrando que o trabalho é uma constante na empresa. No que tange à mídia, ela explica que o foco já está definido, e que a imprensa tem realizado um importante trabalho ao divulgar ações efetivas de sustentabilidade, chamando a atenção da sociedade para os riscos relacionados ao aquecimento global, à necessidade do consumo consciente da água, entre outros problemas que afetam a vida no planeta. “Mas acredito que a questão do desenvolvimento sustentável não deve estar restrita às editorias de meio ambiente ou responsabilidade social. É preciso que o tema esteja profundamente presente em todas as áreas”, salientou.

Para divulgar índices de forma estratégica, aguçando a mídia, Moretti sugere que as assessorias reúnam informações, apresentem os resultados, ofereçam porta-vozes externos à empresa – como os beneficiados dos projetos, especialistas, parceiros, representantes de comunidades – que possam dar seus depoimentos. Em muitos casos, segundo ela, convidar a imprensa para conhecer no local os projetos e vivenciar a experiência também é uma boa forma de divulgação. “Reunir porta-vozes e jornalistas formadores de opinião para encontros de relacionamento, onde informações estruturadas são oferecidas, também é um recurso efetivo de divulgação”, admitiu.

A diretora da In Press reconhece que as empresas que já se estruturaram internamente e possuem um plano de desenvolvimento sustentável têm aproveitado bem o espaço na mídia, fornecendo informações consistentes, mostrando o plano de trabalho, a linha de ação e, principalmente, os resultados obtidos. Para o presidente da ABERJE-MG, Marco Piquini, que irá coordenar o seminário, a comunicação é parte integrante do plano de desenvolvimento sustentável de uma empresa. “Seja na coordenação, seja como apoio, os profissionais da área reúnem as competências essenciais para transformar projetos em realidade e, principalmente, fazer as necessárias interações com todos os públicos envolvidos, especialmente as comunidades vizinhas à empresa” explicou.

Ana Luiza Herzog, editora do Guia de Sustentabilidade da Revista Exame, de certa forma compartilha das idéias de Kiki Moretti. Segundo ela, as empresas não devem mais se ater a questões isoladas, capazes de garantir benefícios somente para si: “O desenvolvimento sustentável deve fazer parte da política da empresa. Não bastam mais ações pontuais. Deve haver coerência entre as ações e filosofia da empresa”, concluiu. Neste contexto, o 3º Seminário Comunicação Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável acontece em um momento oportuno, uma vez que é de grande importância no sentido de fomentar entre aqueles que fazem comunicação no país os conceitos sobre Desenvolvimento Sustentável, que passaram da hora de ganhar mais espaço nas empresas e na mídia. Além de Moretti, Piquini e Ana Herzog, o seminário contará ainda com a presença de Cláudio Savaget, diretor do Globo Ecologia; de Fabián Echegaray, diretor geral da Market Analysis Brasil e consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento ­ Pnud; e Beatriz Bulhões, diretora do Conselho Empresarial Brasileiro para o desenvolvimento, entre outros.

Evento: 3º Seminário Comunicação Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável ­ 7ª Ecolatina

Data: 17 de Outubro/2007

Local: 7ª Ecolatina – Minascentro – Rua Augusto de Lima, 785 – Belo Horizonte

Inscrições e informações pelo site.

Anúncios

~ por Patrícia Scarponi em 10/10/07.

Uma resposta to “Seminário debate Comunicação Empresarial e Sustentabilidade”

  1. preciso do programa do seminário urgente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: