Brasil fará ofensiva de Relações Públicas no exterior

O governo brasileiro prepara uma ofensiva de Relações Públicas no exterior, com a contratação de uma empresa de Relações Públicas e o lançamento de um portal trilíngüe (inglês, espanhol e português) para unificar a divulgação internacional de informações sobre o país na internet.

 

O objetivo, segundo o subchefe executivo da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Ottoni Fernandes, é melhorar a imagem do país por meio da divulgação de informações econômicas e sociais atualizadas e do trabalho para identificar e lidar com os problemas de percepção sobre o país.

 

Como resultado, o governo espera que a difusão de informações ajude a reduzir preconceitos sobre o país, atraia turistas e facilite investimentos – sobretudo de médio e pequenos investidores, que têm menos acesso a informação qualificada.

 

A iniciativa recebeu sinal verde do Planalto no meio do ano e o edital de licitação deverá ser publicado no começo de 2008.

 

Formação de opinião

 

“Nós esperamos ter o site no ar e a empresa trabalhando para nós no meio do ano que vem”, disse Ottoni Fernandes à BBC Brasil.

 

Segundo Fernandes, a iniciativa tem objetivos de longo prazo e não foi motivada pela cobertura negativa que temas como a exportação de carne brasileira e os planos de expansão da produção de cana-de-açúcar para a produção de álcool combustível têm recebido de parte da imprensa internacional, sobretudo européia.

 

Mas ele admitiu que uma das tarefas da empresa de relações públicas que vier a ser contratada é identificar áreas de cobertura negativa, divulgar a versão e os argumentos do Brasil e fazer um trabalho de esclarecimento e convencimento tanto dos formadores de opinião na imprensa internacional como das fontes que influenciam a cobertura sobre o país.

 

A licitação para contratação da empresa não deverá levar em conta apenas o menor preço oferecido, mas também a qualificação e proposta de trabalho da empresa.

 

Segundo Fernandes, o processo de seleção deverá ser feito no Brasil, mas algumas das exigências serão que a empresa tenha atuação comprovada no exterior e experiência na divulgação internacional de países em desenvolvimento.

 

Inicialmente, o trabalho de relações públicas deverá se concentrar nos Estados Unidos, Grã-Bretanha e Bélgica, mais especificamente Bruxelas, principal sede da União Européia.

 

Fonte: BBC Brasil

Anúncios

~ por Patrícia Scarponi em 4/11/07.

Uma resposta to “Brasil fará ofensiva de Relações Públicas no exterior”

  1. Moro atualmente em Portugal e gostaria que o Brasil se preocupasse também em mudar sua imagem aqui; Por mais que falamos a mesma lingua, as informações sobre o Brasil chegam aqui muito destorcidas. No plano diplomático governamental tudo corre a mil maravilhas, mas nas ruas, a coisa muda totalmente. O governo brasileiro não tem noção de quanto perde, no tocante ao social, economia e ´geo-estratégia´ em não convencer também o cidadão comum português da importância do Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: